Postagens

Mostrando postagens de 2016

Solitude e a Canção¹ de Sandy e Tiago.

Imagem
O ano ainda não acabou, mas estamos quase lá. Em janeiro fiz um compromisso de solitude, um refúgio no a sós com o Eterno que já ensaiava a tantos outros anos... De lá para cá aprendi a diferença entre Solitude e Solidão, que solitude, é a capacidade de estar só.  Winnicott² teorizou a respeito desta capacidade, a ser desenvolvida no processo de maturação emocional sendo indispensável à presença de alguém, contraditório não? Pois é, ele falava de solitude, não de solidão... A solitude é o estar só por escolha consciente, não tem nada a ver com o sentimento de abandono/ solidão. E este processo é necessário para o nosso amadurecimento. Ao sermos criados, o Eterno disse o quanto não era bom estarmos sozinhos³ e as escrituras por Ele inspiradas, reafirmam isso, o próprio criador nos garante companhia eterna⁴... Winnicott não falava de espiritualidade, obviamente, mas sua teoria fez sentido para mim. Na Solitude, desfrutar da companhia do eterno não é fácil nem simples... não sei por que mas …

Liquidez

Imagem
A gente habitua-se. Sim, ouvimos dizer muitas vezes, ou dizemo-lo nós próprios. A gente habitua-se, dizemo-lo, dizem-no, com uma serenidade que parece autêntica, porque realmente não existe, ou ainda não se descobriu, outro modo de deitar cá para fora com a dignidade possível as nossas resignações, o que ninguém pergunta é a custa de que de se habitua a gente. (SARAMAGO, 2000, p.249)
Habituar é uma palavra que tem me incomodado bastante, assim como naturalizar, normalizar, conformar. Um homem de pés sujos disse certa vez que ao olhar o mundo, não devemos vê-lo com naturalidade, conformismos. Mas devemos transformá-lo através da renovação da nossa mente. (Rm12:2) Transformação, eis uma palavra cativante. Sabe, quando observo a loucura na qual vivemos e a mesma deteriorizando nossa capacidade de ser humanos. Isso, mesmo... estamos liquidificando (eu, tentando citar Bauman...rs). O sociólogo, diz dessa liquidez nas relações humanas, no amor, na sociedade... como algo que está em colapso, no s…