quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Manoel de Barros


Foto do site:http://lounge.obviousmag.org/humano_demasiado_humano/2013/06/a-embriaguez-do-perfume-das-palavras-de-manoel-do-barros.html


Ontem choveu furiosamente, em uma terra onde o sol arde...
Hoje o dia está um tanto tímido...Ora o sol flerta entre as nuvens, ora as nuvens flertam com o sol.
Ontem desci a ladeira de paralelepípedos... pensativa... Transpira poesia.
E no porto que a mesma leva...
Um céu de nuvens detalhadamente desenhadas em cores e densidade...
Descontextualizado com a terra de céu aberto e sol forte.
Hoje amanhece um vento fresco, frio para o corumbaense...
e esse vento bate...
E hoje, esse vento traz a saudade que virá
de um poeta, que me abriu os ouvidos para o silêncio
e os olhos para o miúdo.
Sensibilidade e singeleza e sutileza
Manoel de Barros, o poeta pantaneiro...
se foi.
Silêncio para honrá-lo
e uma vida repleta de insignificâncias...
é o que levo.

"A poesia está guardada nas palavras – é tudo que eu sei.
Meu fado é o de não saber quase tudo.
Sobre o nada eu tenho profundidades.
Não tenho conexões com a realidade.
Poderoso para mim não é aquele que descobre ouro.
Para mim poderoso é aquele que descobre as insignificâncias (do mundo e as nossas).
Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil.
Fiquei emocionado.
Sou fraco para elogios.”
 
Tratado geral das grandezas do ínfimo, Manoel de Barros





Não vive sem...

DEUS...
AmA...sua FAMÍLIA, Amigos novos e ANTIGOS...Fazer AMIGOS, Fotografia, MÚSICA, Culturas, VIAJAR, Observar, INOVAR, Ouvir, LER, Refletir, ARTE, CRIATIVIDADE, Surpresa, APRECIAR, lembrar e relembrar, SENTIR, Cativar, CANTAR, contar/ouvir uma NOVIDADE, Cultivar, Saborear, SORRIR, bom CHEIRO bom, GARGALHADA, Curtir a VIDA e as PESSOAS...VIVER!